PARAJAPS

Bolão

19/10/2019

Após primeiras caminhadas Toledo e Cascavel lideram as disputas

Os Clubes Toledão e Yara receberam, nesta sexta-feira (18), as disputas do bolão válidas pela 62ª edição dos Jogos Abertos do Paraná (JAPS), Divisão A, que acontecem em Toledo. No último fim de semana foram realizados jogos da modalidade, porém válidos pela Divisão B, pois a cidade de Ivaiporã, que acolheu a competição, não dispunha de praças esportivas para a prática deste esporte.

 

Pela elite, o bolão segue até o domingo (20) quando serão conhecidos os campeões. Após o primeiro dia de disputas Cascavel com 2718 pinos, no feminino, e Toledo com 1433, no masculino, seguem liderando a competição. Para as mulheres, todas as equipes já realizaram duas caminhadas, enquanto para os homens, apenas quatro já realizaram a primeira pontuação.

 

Renovação

 

Nos JAPS a modalidade chama a atenção pela longevidade dos atletas. Porém alguns municípios têm realizado bons trabalhos para renovar suas equipes. É o caso de Cascavel. Um dos destaques da equipe cascavelense é Katheryne Graupner. Com 26 anos, ela vivencia as competições de bolão desde muito pequena. “Meus pais competem e minha mãe é companheira de equipe nestes jogos”, disse.

 

Cascavel somou na primeira caminhada, 1349 pontos, apenas 1 a mais que Marechal Cândido Rondon, segundo colocado. Katheryne foi a maior pontuadora do seu time, com 176 de 180 possíveis. Esse destaque para a atleta não é de hoje. Em 2018 as cascavelenses foram campeãs da Divisão B em Coronel Vivida e da Divisão A em Londrina e Katheryne, que é educadora física, foi a melhor atleta da competição, atingindo 180 pinos, de 180 possíveis, na sua caminhada final no JAPS B.

a

Katheryne é um dos destaques no bolão feminino cascavelense (Foto: Ricardo Morante/JAPS)

 

Sobre o futuro, Katheryne espera mais jovens praticando. “Eu tenho 26 anos, destes praticamente 26 dentro das pistas de bolão porque meu pai e minha mãe jogam também”.  A bolonista, que atua em Abertos desde que atingiu a idade possível para competir, faz parte de um grupo de novas jogadoras que vem surgindo no Paraná. Segundo ela, o bolão tem atraído alguns jovens, mas poucos se firmam. “Já tivemos até uma equipe juvenil que neste momento está parada”. No time de Cascavel, de acordo com Katheryne, tem mais atletas da sua faixa etária. “Temos poucas competições para jogadores juvenis, penso que isso dificulte um pouco a renovação”.

 

O bolão

 

De origem germânica, a modalidade têm muitos adeptos no sul do país e é bastante praticada no oeste e sudoeste do Paraná. Nos JAPS, grande parte das equipes é de cidades destas regiões. Pelo naipe masculino, Foz do Iguaçu, Nova Santa Rosa, Toledo, Guaraniaçu, Marechal Cândido Rondon e Cascavel estão presentes. Apenas General Carneiro, no extremo sul, e Ponta Grossa, nos campos gerais, fogem à regra. No feminino, Marechal Cândido Rondon, Guaraniaçu, Cascavel, Coronel Vivida e Toledo dividem as pistas com General Carneiro, Ponta Grossa e Maringá, única representante do noroeste.

 

Feminino

1 Cascavel 2718

2 Toledo 2712

3 Coronel Vivida 2706

4 Marechal Cândido Rondon 2680

5 Maringá 2674

6 Ponta Grossa 2659

7 General Carneiro 2648

8 Guaraniaçu 2602

 

Masculino

1 Toledo  1433

2 Foz do Iguaçu  1417

3 General Carneiro  1414

4 Nova Santa Rosa 1403

5 Cascavel 0

6 Coronel Vivida 0

7 Palotina 0

8 Pranchita 0

 

Acompanhe também a fanpage dos Jogos Abertos do Paraná no www.facebook.com/jogosabertospr   

 

Os Jogos Abertos do Paraná Divisão A são realizados pelo Governo do Paraná, por meio da Secretaria de Estado da Educação e do Esporte, com apoio da Prefeitura de Toledo.

 

Ricardo Morante

COM/JAPS

ricardomorante@hotmail.com.br

(45) 99935-9023

Recomendar esta notícia via e-mail:

Campos com (*) são obrigatórios.